Notícias

15/05/2018 04:09

Valentão: Acusado de espancar ex, o empresário Rafael Romera é solto em Cuiabá

VALENTÃO

Acusado de espancar ex, empresário é solto em Cuiabá

G1

LUCAS.jpg

 

Um empresário é suspeito de ter espancado a ex-namorada dentro de um motel, em Cuiabá. As agressões ocorreram no final do mês de abril, mas o empresário foi preso na sexta-feira (11) ao ser abordado por policiais militares na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), na capital.

Lucas Rafael Ribeiro Romera, de 24 anos, estava com um mandado de prisão aberto e foi conduzido para a Gerência Estadual de Polinter (Gepol). O processo contra ele tramita em segredo na Justiça pela 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar da Comarca de Cuiabá.

Ele foi solto no mesmo dia após passar por audiência de custódia. O G1 ligou para os telefones que o empresário indicou para a polícia, no boletim de ocorrência, mas as ligações não foram atendidas.

A vítima é estudante, tem 24 anos e registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil no dia 23 de abril, que investiga o caso. À polícia, ela relatou que conviveu com o agressor por seis meses e, que nesse tempo, sofreu todo tido de violência. A vítima, inclusive, registrou boletins de ocorrência contra Lucas, o representou criminalmente e pediu medidas protetivas.

Ela detalhou que, em janeiro deste ano, mesmo com medida protetiva, o ex a procurou em casa com o pretexto de conversarem. Naquele dia, o ex-namorado pediu para ver o celular dela e acabou quebrando o aparelho.

No dia 20 de abril, ela disse que ligou para o ex-namorado para cobrar um dinheiro que ele devia ao pai dela. Durante a conversa, ele contou que estava arrependido das agressões, que tinha ‘mudado’, inclusive fazia tratamento psicológico.

Lucas teria dito que a amava e o casal decidiu ir para um motel na Avenida República do Líbano, em Cuiabá. No quarto, Lucas pegou o celular da vítima e passou a agredi-la fisicamente com chutes e socos. Para que ela não gritasse, tampou a boca da vítima com as mãos, dizendo que iria ‘matá-la’. O suspeito ainda começou a enforcá-la, mas a jovem conseguiu gritar por socorro e duas funcionárias do motel entraram no quarto.

O suspeito, depois das agressões, fugiu. Ele teve a prisão decretada, posteriormente, pela 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar.

Na sexta-feira, policiais militares faziam rondas pela Avenida da Prainha, perto do Morro da Luz, quando foram chamados por uma pessoa, que apontou que Lucas estava com o mandado de prisão decretado e passava por aquela região em um carro.

No mesmo dia ele foi encaminhado para audiência de custódia no Fórum de Cuiabá. A assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) informou que o juiz Gerardo Alves Silva Júnior, da 2ª Vara de Violência Doméstica de Cuiabá, substituiu a prisão preventiva por duas medidas cautelares.

Na decisão, o magistrado o proibiu que ele se aproxime da residência e da vítima até que o caso seja esclarecido.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo