Notícias

17/07/2018 07:36

Proibido: Lei que proíbe uso de narguilés em locais públicos abertos e fechados entra em vigor em Cuiabá

Lei que proíbe uso de narguilés em locais públicos abertos e fechados entra em vigor em Cuiabá

Lei entrou em vigor na capital na última sexta-feira (13) e proíbe uso por menores, inclusive com punição aos donos de estabelecimentos e pais dos infratores.


Por Lislaine dos Anjos, G1 MT

 

 

Uso de narguilé em Cuiabá deverá ser restrito a locais destinados para tal prática, como as tabacarias

Entrou em vigor a lei que proíbe a comercialização e o uso de narguilés em locais públicos, abertos ou fechados, em Cuiabá, como praças, áreas de lazer, ginásios e espaços esportivos, escolas, bibliotecas, espaços de exposições e qualquer local onde houver concentração de pessoas.

A Lei 6.284/2018 foi sancionada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e publicada no Diário Eletrônico de Contas que circulou na sexta-feira (13). O documento atualiza uma lei sancionada em 2013, que já tratava do assunto, vedando o uso em novos espaços e aplicando multa aos infratores.

Consta na lei que o uso do narguilé é autorizado apenas em tabacarias ou similares com ambientes específicos para a prática, sendo proibida a permanência e a frequência de menores de 18 anos.

Os proprietários dos estabelecimentos que não advertirem os infratores sobre a proibição, retirando-os do local, se necessário, mediante auxílio de força policial, poderão ser multados em R$ 500, conforme a lei.

 

"Os estabelecimentos que comercializam o produto, inclusive o fumo e demais componentes para o seu uso, ficam obrigados a solicitar o documento de identidade que comprove a maioridade do comprador", diz trecho da lei.

Conforme a lei, é obrigatório o encaminhamento ao Conselho Tutelar do menor flagrado em local público fazendo uso do narguilé, assim como aplicação de sanções ao dono do estabeleicmento comercial - quando o ato for cometido em espaço destinado a tal fim, como as tabacarias - e aos responsáveis.

"Caberá punição por negligência, na forma da lei, aos pais ou responsáveis dos menores infratores reincidentes", diz trecho da publicação.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo