Notícias

03/03/2019 14:03

Mistério: A PM Márcia Cristina Motta de 46 anos é encontrada morta com tiro no peito dentro de seu apartamento na saída para Chapada

02.03.2019 | 11h48

GERAL / MISTÉRIO

PM é encontrada morta com tiro no peito dentro de apartamento

Corpo da militar foi encontrado pelo namorado, no apartamento da policial, Residencial Valência, localizado na saída para Chapada.

DA REDAÇÃO

RepórterMT/Assessoria

Clique para ampliar 

Há 20 anos no exercício da carreira na PM mato-grossense, Márcia serviu em diversas unidades

A subtenente do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar Márcia Cristina Motta, de 46 anos, foi encontrada morta com um tiro no peito dentro de seu apartamento no Residencial Valência, no Bairro Parque das Nações, em Cuiabá. 

O corpo, segundo a PM, foi encontrado pelo namorado, que também é policial, na manhã deste sábado (02), que foi ao apartamento após a militar não aparecer no trabalho já que estava escala de plantão deste fim de semana.

“Uma equipe do Batalhão entrou em contato com o namorado dela, também policial na mesma unidade, e ele decidiu ir até o apartamento, já que por meio do celular não estava conseguindo fazer contato. Ele teve de entrar pela sacada e, infelizmente, a encontrou morta”, diz trecho da nota enviada à imprensa pela assessoria da Polícia Militar.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou a morte.

A suspeita é que a subtenente tenha cometido suicídio. 

A suspeita é que Márcia tenha atirado contra o próprio peito, e que estaria com depressão.

A policial estava na corporação há 20 anos. Entre os colegas ela é considerada exemplo de superação e amor à farda. Ela costumava repetir que a Polícia Militar era a sua vida. Em 2016, sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) que a afastou das funções policiais por quase dois anos.

A subtenente poderia até ter se aposentado em decorrência da doença, mas durante o tratamento costumava dizer que iria superar, restabelecer sua saúde por completo e voltar ao trabalho, o que realmente aconteceu em 2018.

"A Polícia Militar presta condolências e se coloca à disposição dos familiares. Informa ainda que uma equipe do Batalhão de Trânsito e outra da Coordenadoria de Assistência Social (CAS) estão acompanhando o caso e prestando assistência aos familiares da policial", escreveu.      

Até o momento, o corpo permanece no Instituto Médico Legal (IML), em Cuiabá, e a família ainda não definiu o local e horário do velório e sepultamento.

Peça ajuda

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.

Mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.000 voluntários pelo telefone 188 ou 141 (de acordo com a região), pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype e e-mail.

Fonte: http://www.reportermt.com.br/geral/corpo-de-subtenente-encontrada-morta-com-tiro-no-peito-e-velado-no-cpa/90111

Atualizada às 17h


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo