Social

08/10/2017 08:09

Geraldo Luís acha feto durante gravação em lixão

Curiosidades

Sábado, 07 de Outubro de 2017, 17h:54 | Atualizado:

INUSITADO

Geraldo Luís acha feto durante gravação em lixão

NEWS 365

geraldo.jpg

 

O apresentador do programa "Domingo Show", da Record TV, Geraldo Liís disse ter encontrado um bebê recém-nascido morto em um lixão de Brasília, Distrito Federal. O apresentador estava gravando uma reportagem especial para o seu programa dominical. O comunicador, que era grande amigo de Macelo Rezende, postou uma foto do local onde o fete foi encontrado em seu Instagram.

Ele publicou junto à foto um desabafo sobre o que ele intitulou de "um horror contra a vida humana", escreveu. De acordo com o apresentador e jornalista, ele já havia sido ensinado pela vida pelas dores. "Gravando em um lixão quando catadores encontraram uma criança recém-nascida jogada entre lixos e restos de comida. Paramos a gravação...fiquei frágil mesmo tendo trabalhado no IML tantos anos e sido repórter policial. Deus...essa nossa profissão. O bebê já estava morto", diz o texto.

Entre os comentários, muita gente demonstrou tristeza ao sabe do acontecimento: "Que horror, eu me pergunto todos os dias onde vamos parar com tanta gente cruel.. só Deus para ter compaixão", comentou @crerocha. "Me pergunto que mundo é esse em que eu vivo senhor, um minuto de silêncio no seu programa e uma uma oração agora de cada um para esse ser que n tem culpa de nada amém", comentou @desimpelaerestephanie.

No mês de agosto, uma catadora encontrou um feto abandonado em uma caixa de papelão em Guaratinguetá. O caso foi registrado pela polícia como morte suspeita e uma investigação foi aberta para saber se foi um aborto. O bebê teria aproximadamente cinco meses de gestação. Em junho deste ano, foi noticiado um caso ainda mais triste. Um feto abandonado foi esmagado por um caminhão em Sete Lagoas. A mãe não foi encontrada e a PM emitiu um alerta nos hospitais da cidade para que fossem denunciadas pacientes que tenham indícios de aborto recente.

A conduta de aborto é descrita pelo Código Penal do Brasil entre os artigos 124 e 126. Ele se trata de um crime contra a vida. Aborto provocado pela gestante ou com seu consentimento: a pena é de detenção, de um a três anos. O crime é considerado de mão própria pois só a gestante pode realizar a conduta ou consentir que isso seja praticado por terceiros. Outros casos como Aborto espontâneo não entram no código criminal, pois diz respeito à saúde da gestante. A interrupção da gravidez por motivos premeditados são crime e podem trazer problemas à saúde da mãe.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo