Social

27/11/2017 19:29

Autora de crime racial contra filha de Bruno Gagliasso é identificada

Curiosidades

Segunda-Feira, 27 de Novembro de 2017, 16h:16 | Atualizado:

INACEITÁVEL

Autora de crime racial contra filha de Bruno Gagliasso é identificada

EXTRA

racista.jpg

 

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) identificou Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 28 anos, nascida em Vitória, no Espírito Santo, como autora dos vídeos de injúria racial contra Titi, de 4 anos, filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Na internet ela se apresenta como "Day McCarthy". O ator registrou a ocorrência na manhã desta segunda-feira.

Com mais de 700 mil seguidores no Instagram, a autora das ofensas racistas se apresenta nas redes sociais como 'socialite e escritora de sucesso'. Em seu blog, afirma que com suas palavras pretende levar “alegria, esperança e reflexões às pessoas ao redor do mundo”. No entanto, sua fama na internet tem crescido com uma série de vídeos ofensivos.

Somente na manhã desta segunda-feira, após a repercussão da injúria racial cometida por Day, sua conta no Instagram ganhou 50 mil seguidores. No entanto, a página, que era aberta, passou a ser fechada. Em suas publicações, Day costuma postar fotos de festas, viagens, e de famosos como Kim Kardashian e Chantel Jeffries.

Além de já ter chamado Anitta de “usuária de drogas”, Day causou revolta na internet ao atacar outra criança: Rafaella, filha de Roberto Justus e Ticiane Pinheiro. A socialite chamou a menina de “brinquedo assassino”, em referência ao filme de mesmo nome que tinha como protagonista o boneco Chucky. Após a má repercussão, a postagem foi retirada do ar.

Em sua página, Day afirma que temi quatro livros publicados, e que o que mais almeja na vida é servir de "inspiração". Procurada, Day McCarthy não retornou as solicitações da reportagem.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo