Vídeos

31/07/2014 15:39 www.youtube.com

Tigre ataca garoto de 11 anos em zoo do Paraná

Cascavel - 31/07/2014 13h13 - Atualizado em 31/07/2014 13h15

Tigre Hu permanece na área de manejo do Zoológico de Cascavel

Pai do menino que sofreu o ataque será investigado por lesão corporal grave

Quem foi ao Zoológico de Cascavel nesta manhã (31) não viu uma das principais atrações do parque. O tigre Hu permanece no recinto de manejo, longe dos olhos de curiosos. "Ele está em observação para diminuir o estresse. Nós vamos liberá-lo aos poucos da área de manejo para o recinto, preservando também a saúde do animal", explica Valmor Passos, médico veterinário do parque.
O animal foi retirado da exposição pública depois de ter reagido e atacado um menino de 11 anos. Toda a movimentação da criança foi filmada por populares que também visitavam o zoológica na tarde de ontem (30). O menino aparece entre a tela de segurança e a grade da jaula, área proibida. A brincadeira imprudente começou com o leão. O garoto se abaixa diante do felino, retira do bolso um pedaço de frango e oferece ao bicho. O leão não reage, mas levanta o rabo em sinal de que poderia atacar a qualquer momento. Depois ele segue para o recinto do tigre, o menino corre na frente da jaula deixando o felino visivelmente irritado. Diversas vezes ele coloca a mão para dentro da grade na tentativa de tocar no animal. Mais uma vez oferece comida. O bicho levanta o rabo para urinar no menino, sinal claro de que estava irritado com a situação. 
"O animal delimita o seu espaço, ele estava avisando que aquele espaço era dele, ele urinou no menino, marcando o território e aquele fato do menino ficar correndo em frente a jaula demonstrou para o animal que ele era uma presa".
Quem estava no zoológico no momento, conta que o pai acompanhava a brincadeira da criança e que em nenhum momento alertou o menino sobre o perigo. 
O menino de 11 anos foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao Hospital Universitário (HUOP) ainda no período da noite passou por uma cirurgia para amputação do braço direito na altura do ombro. O menino está na ala pediátrica e seu quadro de saúde é estável. O acompanhante da criança é o pai que ontem a noite deixou o hospital para prestar esclarecimentos na polícia.
O delegado que acompanha o caso informou que o pai, Marcos do Carmo será investigado por lesão corporal grave, em depoimento Marcos afirmou que se descuidou do filho. Foi instaurado um inquérito policial. "A pena varia de 2 anos a 5 anos, como ele foi omisso ele pode responder por lesão corporal de natureza grave", relatou o delegado.
No zoológico a visitação continua normal. Com relação aos guardas patrimoniais que cuidam do espaço, o município descartou negligência dos profissionais. 

Jornal da Catve


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo